Fale Conosco
  • phone
    (61) 3361-1550 | 99640-0042
  • location_on

    SIA Quadra 5C - Lote 17/18, nº 195, Sala 212, Edifício Sia Sul - Guará, Brasília - DF, 71200-055

Deixe sua Mensagem

Qual a carga tributária para clínicas odontológicas?

Entenda melhor a carga tributária para clínicas odontológicas, na postagem de hoje!

Qual A Carga Tributária Para Clínicas Odontológicas Post - Diagnóstika Contabilidade - Qual a carga tributária para clínicas odontológicas?

Ao abrir uma clínica odontológica, você, profissional da odontologia, deve se preocupar primeiramente com a forma como será feita sua gestão contábil e financeira. 

E para se manter nesse mercado, obrigatoriamente, você, dentista, deve legalizar sua clínica, o que leva à necessidade de analisar a carga tributária para clínicas odontológicas.

Mas, provavelmente você ainda não entende bem sobre isso, e não sabe se continua atuando como pessoa física, ou migra para pessoa jurídica, constituindo uma empresa, e atendendo os procedimentos exigidos pela lei, não é mesmo?

Bom, vamos te explicar melhor para que você possa tomar a melhor decisão e comece a empreender da maneira correta para ser bem sucedido!

Vamos lá!

Você sabe o que realmente significa carga tributária?

Em síntese, carga tributária é o resultado total dos tributos que o governo arrecada em relação ao PIB. Esses tributos são denominados como impostos, contribuições ou taxas.

Sendo assim, todo o dinheiro arrecadado pelo governo é utilizado como verba para pagamento de policiais, funcionários públicos, professores de escolas públicas e na manutenção do SUS, por exemplo.

Entendeu?

Ótimo!

E como identificar qual é a melhor opção de tributação para clínicas odontológicas?

Para que você possa compreender a fundo como fazer essa definição, é preciso que analise todas as condições mais convenientes e decida pela melhor tributação para sua clínica odontológica. Desse modo, para se manter como  pessoa jurídica, pagando o mínimo de impostos, é necessário que sejam avaliados diversos fatores, como:

  • Faturamento da clínica odontológica;
  • Número de funcionários;
  • Estado de atuação;
  • Ticket médio dos serviços;
  • Entre outros.

Fato é que não existe uma resposta pronta para que você possa tomar essa decisão, já que cada caso deve ser detalhadamente estudado, segundo suas características.

Então, se você não tem o conhecimento adequado sobre carga tributária para dentistas ou clínicas odontológicas, não se arrisque a pagar impostos a mais, e dessa forma perder tempo e dinheiro. 

Neste caso, o melhor a ser feito é buscar uma contabilidade para clínicas odontológicas que possa te auxiliar e nortear de maneira correta, tanto no planejamento de abertura da clínica, como no planejamento tributário a fim de reduzir  a carga tributária. Ser orientado por um contador torna o processo mais seguro e mantém sua clínica odontológica dentro da lei.

Agora aposto que você está se perguntando: 

“E se eu continuar atuando como dentista pessoa física, como fica a questão da tributação?”.

Se você optar por exercer sua atividade como profissional liberal, estará sujeito a uma carga tributária de acordo com a tabela do imposto de renda.

Sendo assim, o imposto pago como pessoa física poderá chegar a 27,5% e o INSS a 20% sobre o faturamento. 

Esses profissionais estarão sujeitos a uma fiscalização mais rigorosa. Portanto, ao escolher essa opção, o dentista deve registrar todas as despesas referentes a operação da atividade em um livro caixa, e anexar as respectivas notas fiscais.

Porém, ao enviar a declaração na modalidade de pessoa física, o profissional só poderá deduzir despesas que estejam relacionadas à atividade exercida.

Nessa ocasião, caso o contribuinte caia na malha fina, deverá comprovar por meio do livro caixa a veracidade das informações apresentadas à Receita Federal, no envio da declaração. 

Caso sejam encontradas inconsistências nas informações, a Receita Federal poderá autuar o contribuinte em até 75% do valor não declarado.

Já a carga tributária para dentistas que atuam como pessoas jurídicas…

Por possuir CNPJ, a carga tributária para a clínica odontológica é bem menor, você recebe mais vantagens no pagamento dos tributos.

No entanto, atuando na modalidade de pessoa jurídica você tem que escolher a qual dos regimes tributários sua clínica se adapta melhor.

Os mais conhecidos e utilizados são:

  • Simples Nacional.
  • Lucro Presumido.
  • Lucro Real.

Dessa forma, a escolha se dará conforme o porte, faturamento mensal e vários outros pontos correlatos à clínica odontológica.

Para identificar a melhor opção é necessário realizar um estudo detalhado de determinadas variáveis que vão gerar impacto na escolha, especialmente com relação ao faturamento anual de sua clínica odontológica, da alíquota de ISS cobrada pelo município sede do empreendimento e do número de funcionários.

Portanto, se você deseja ter uma vantajosa carga tributária para sua clínica odontológica, e quer que esta seja condizente com as necessidades e objetivos da sua empresa, venha conversar conosco! Somos uma contabilidade especializada nesse segmento e apresentamos soluções inteligentes para contribuir com o sucesso do seu negócio!

Vamos conversar?

Abra Sua Empresa Agora Min (2) - Diagnóstika Contabilidade

Compartilhe nas redes!

Marcadores:

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.

Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Preencha o Formulário abaixo para realizar o download do nosso e-book:

Classificação Internacional de Doenças (CID) em odontologia e estomatologia (CID - OE)