Fale Conosco
  • phone
    (61) 3361-1550
  • location_on

    SIA Quadra 5C - Lote 17/18, nº 195, Sala 212, Edifício Sia Sul - Guará, Brasília - DF, 71200-055

Deixe sua Mensagem

Como abrir uma clínica odontológica: quais os custos envolvidos

Como Abrir Uma Clínica Odontológica Quais Os Custos Envolvidos - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade - Como abrir uma clínica odontológica: quais os custos envolvidos

O mercado de Odontologia tem crescido no Brasil, conforme o Conselho Federal de Odontologia (CFO): o faturamento vem aumentando expressivamente nos anos mais recentes, assim como o número de profissionais e de clínicas. Uma das razões é a procura frequente pelos benefícios da odontologia estética. Mas você sabe como abrir uma clínica odontológica no Brasil?

Se você pensa em abrir uma clínica odontológica, mas não sabe por onde começar ou tem diversas dúvidas, siga lendo este artigo. Vamos mostrar a você como abrir uma clínica odontológica regulamentada, com os equipamentos adequados – embora variem conforme a área de atuação do dentista – e os custos envolvidos. 

Uma clínica odontológica é um empreendimento com grandes possibilidades no mercado, e muitas pessoas formadas em Odontologia têm planos de abrir um estabelecimento em seu ramo. Mas você precisa de alguns documentos, adequações e autorizações. Acompanhe!

Começando a abrir uma clínica odontológica

O primeiro passo para saber como montar uma clínica odontológica é escolher um imóvel adequado, conforme seus objetivos. Cuidado com o contrato de locação comercial, não assine aquilo de que não estiver ciente. 

É bom que você saiba que há burocracia no que se refere a como abrir uma clínica odontológica, devido à avaliação e registro em diferentes órgãos públicos, a começar pelo Conselho Regional de Odontologia (CRO) da região em que você está. 

Nesta fase, é importante a ajuda de um contador em relação a questões como:

  • tributos;
  • obrigações comerciais;
  • âmbito fiscal;
  • âmbito trabalhista;
  • previdência.

Escolhendo o tipo de negócio e o regime de tributação

Quanto custa montar uma clínica odontológica, afinal? Isso depende do regime de tributação que você escolher. 

Você pode abrir um consultório odontológico como pessoa física ou como pessoa jurídica. Uma clínica precisa de um CNPJ, ou seja, registro de empresa.

  1. Pessoa física: despesas com aluguel e instalações podem ser deduzidas do seu Imposto de Renda. Entretanto, os tributos do IR chegam a 27,5% se você resolve trabalhar de forma autônoma;
  2. Pessoa jurídica: os custos dependem da modalidade de empresa. Algumas delas são: Sociedade Empresária Limitada, Sociedade Simples Limitada, Sociedade Simples Pura e Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

Confira Nossas Especialidades - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

Outro aspecto importante é o regime de tributação:

  • Lucro Real: tributação obtida a partir do lucro de seu empreendimento;
  • Lucro Presumido: tributação fundamentada em pressupostos dos lucros. São cobrados impostos: COFINS, PIS, IR e Contribuição Social;
  • Simples Nacional: trata-se de um regime de tributação mais simplificado, que unifica todos os impostos: federais, estaduais e municipais.

Passos para regularizar sua clínica ou consultório odontológico

Os procedimentos necessários para formalizar sua clínica ou consultório são:

  • registro de autônomo ou empresa;
  • adquirir software de contabilidade;
  • contrato social;
  • inscrição estadual;
  • registro na junta comercial;
  • inscrição no INSS;
  • pedir alvará à Vigilância Sanitária;
  • solicitar laudo radiométrico se utilizar raio-X

Consulte o CRO do local onde você vai abrir sua clínica ou consultório para maiores informações. 

Escolhendo seu nicho e seu público

São inúmeras as alternativas de serviços para quem está interessado em abrir uma clínica odontológica, baseadas em especialidades da área de Odontologia. Ainda, há quem possua recursos para abrir uma clínica odontológica com várias especialidades – e/ou profissionais – em um só lugar. 

Outro aspecto importantíssimo para saber como abrir uma clínica odontológica é, dentro da (das) especialidade (s) que você escolher, delimitar seu público-alvo.

Os serviços que você vai oferecer podem depender do seu público-alvo: são para pessoas mais abastadas, com mais tecnologia e algumas habilidades específicas – o que eleva os preços? Ou você pretende colocar preços mais atrativos, com serviços básicos para pessoas de menor renda? Ou mesmo atender pessoas carentes?

Todas estas decisões envolvem planejamento, gestão e, é claro, investimento. Conforme você dispuser de recursos, pode contratar diferentes profissionais para auxiliá-lo: arquiteto, decorador, engenheiro, por exemplo.

Falando em planejamento…

Fazendo um plano de negócios

Qualquer empreendimento que queira ser bem-sucedido precisa de planejamento e um bom plano de negócios. 

Neste planejamento, você vai avaliar:

  • a concorrência da região;
  • as necessidades em relação a Odontologia na região;
  • o público-alvo;
  • um plano de marketing, tanto digital como offline: é importante estar presente na rede hoje em dia, seja qual for seu negócio, lá você poderá captar muitos clientes.
  • conhecer o básico sobre gestão de negócios, ou contratar quem o faça;
  • definir formas de agregar valor à sua clínica e a seus serviços;
  • aperfeiçoar-se em cursos e estudos, assim como seus funcionários ou parceiros de clínica;
  • abordar aspectos de relacionamento entre funcionários;
  • focar no atendimento ao cliente;
  • verificar as tecnologias disponíveis conforme seus objetivos;
  • registrar todos os custos certos, prováveis e eventuais, e como obtê-los.

Custos para montar uma clínica odontológica na prática

Agora você deve estar se perguntando: consultório odontológico ou clínica, como montar na prática? Conceitos tributários e administrativos não explicam a questão em toda a sua profundidade.

Os custos para montar uma clínica ou consultório, é claro, dependerá do modelo físico e estrutural do seu negócio, assim como do seu público-alvo. 

O importante, para quem quer descobrir como montar uma clínica odontológica de forma regulamentada, segura e eficiente, é que não deixe de considerar todos os custos envolvidos, procurando economizar ao máximo, ou, no caso de haver muitos recursos, selecionar os melhores fornecedores e os equipamentos de maior qualidade e tecnologia mais avançada do mercado. 

Basicamente, há duas modalidades de custos em um empreendimento:

  • custo fixo: despesas mensais ou anuais;
  • custo variável: despesas sem período fixo.

Em seu plano de negócios, você deve especificar o máximo possível essas duas modalidades de custos em sua clínica.

Na hora de avaliar como abrir uma clínica odontológica, ou um consultório, você vai ter que se preocupar inicialmente com os custos variáveis: materiais imprescindíveis para executar seus serviços e colocar a clínica em atividade. Os custos fixos vem mais tarde, e vão permitir que sua clínica ou seu consultório se mantenha funcionando.

Alguns dos custos fixos, para você ter uma ideia, são:

  • salário da recepcionista;
  • estoque;
  • contas de água, luz e telefone.

Pesquise bem os fornecedores para seus custos iniciais, como equipamentos e estrutura física. Evite desperdiçar dinheiro ou adquirir material de má qualidade, o que é péssimo diante do cliente. 

Quanto custa na prática

Tudo bem, mas quanto custa montar uma clínica odontológica na prática?

Quem quer abrir uma clínica odontológica precisa ter em mente de que o custo é bastante alto. De acordo com o Sebrae, o valor inicial para montar uma clínica nessa área vai de 65 a 100 mil reais, conforme você abrir uma clínica ou um consultório: o segundo é mais em conta, mas rende consideravelmente menos. 

Apresentamos uma lista de despesas iniciais aproximadas para uma clínica odontológica ou um consultório:

  • ar-condicionado: 2.000 a 4.000 reais;
  • cadeira odontológica: 6.000 a 19.000 reais;
  • motor elétrico: 1.000 a 10.000 reais;
  • micromotor: 500 a 1.000 reais;
  • aparelho extra oral/intraoral: 2.000 a 10.000 reais;
  • equipamento de sucção: 1.500 a 3.000 reais;
  • fotopolimerizador: 100 a 300 reais;
  • mecanismo para profilaxia: 2.000 a 4.000 reais;
  • mecanismo para polimerização de resinas: 100 a 200 reais;
  • software de gerenciamento odontológico: 50 a 160 reais mensalmente;
  • compressor: 1.000 a 3.000 reais;
  • negatoscópio: 8.000 a 15.000 reais;
  • foco cirúrgico: 8.000 a 15.000 reais;
  • materiais descartáveis e toalhas: 80 a 160 reais;
  • pia para lavar objetos: 200 a 500 reais.

Mas a questão de quanto custa montar uma clínica odontológica não para por aí. Tem ainda a recepção. Alguns custos básicos:

  • material de banheiro: 800 a 3.000 reais;
  • poltronas: 1.000 a 6.000 reais;
  • iluminação: 1.000 a 6.000 reais;
  • bebedouro: 200 a 1.000 reais;
  • telefone: 50 a 200 reais;
  • mesa: 1.500 a 3.000 reais;
  • linha telefônica: 50 a 200 reais mensalmente;
  • material de escritório: 30 a 100 reais;
  • televisão: 600 a 5.000 reais.

As despesas citadas são apenas as mais básicas, e, como você pode perceber, os custos para abrir um consultório ou clínica de Odontologia variam bastante conforme o item: depende da qualidade, do luxo, do fornecedor.

Uma dica: você pode economizar consideravelmente em aluguel com o coworking odontológico, que é um espaço que vários profissionais dividem, assim como os custos.

VOCÊ GOSTARIA DE FALAR COM UM CONTADOR OU COM UM CONSULTOR?

Divulgando seu negócio

A divulgação é a alma de todo negócio, e com uma clínica odontológica ou um consultório não é diferente. Hoje em dia, a concorrência é cada vez maior, embora, como dissemos, o mercado de Odontologia seja um dos mais rentáveis.

Captar clientes não é exatamente uma tarefa fácil, dependendo de onde seu estabelecimento esteja localizado. Não basta sair por aí entregando folhetos: é necessário desenvolver logotipo, com cores e padrões estéticos, chamados de identidade visual, e um plano de marketing.

A publicidade é que vai dar a você o retorno financeiro de fato. Então, não deixe de reservar uma boa quantia para investir nela. Se tiver recursos, contrate profissionais especializados.

Algumas dicas para você investir em marketing digital, que é o mais eficiente atualmente:

  • anúncios pagos no Google;
  • anúncios pagos no Facebook;
  • anúncios pagos no Instagram;
  • newsletter: conceda promoções e descontos a quem assinar, enviando conteúdo referente ao seu nicho de atuação, e não apenas anunciando seus serviços.

Procure estar presente nas redes sociais, em especial Facebook – página de empresa – e Instagram – perfil empresarial. Poste conteúdo interessante da área odontológica, e interaja sempre com seu público, ficando de olho na concorrência.

Esperamos que você tenha gostado no nosso conteúdo sobre como abrir uma clínica odontológica. Se gostou, compartilhe! Deixe seu comentário ou sua opinião, e responderemos prontamente. Queremos ajudá-lo a fazer seu negócio crescer. 

GOSTARIA DE FALAR COM UM ESPECIALISTA QUE PODE TE AJUDAR NESSA ABERTURA? CLIQUE AQUI

Compartilhe nas redes!

Marcadores:

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.

Comentários

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Preencha o Formulário abaixo para realizar o download do nosso e-book:

Classificação Internacional de Doenças (CID) em odontologia e estomatologia (CID - OE)