Fale Conosco
  • phone
    (61) 3361-1550 | 98482-4961
  • location_on

    SIA Quadra 5C - Lote 17/18, nº 195, Sala 212, Edifício Sia Sul - Guará, Brasília - DF, 71200-055

Deixe sua Mensagem

INSS: Quais são as regras para se aposentar em 2021?

De acordo com a Reforma da Previdência Social, quem irá se aposentar no próximo ano precisa estar atento nas regras que foram alteradas pela Reforma.

12 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade - INSS: Quais são as regras para se aposentar em 2021?

Provavelmente, sua aposentadoria será pelas regras de transição. Por isso, trouxemos apenas elas para você conferir. No entanto, se você irá se aposentar em 2021, mas poderia ter se aposentado até o dia 12/11/2019, saiba que você tem o direito de se aposentar pelas regras do INSS antes de aprovarem a Reforma da Previdência.

Se você está nessa situação ou não sabe em quais regras você se encaixa, faça o Planejamento Previdenciário. Se você tem dúvidas, faça seu planejamento para saber os seus direitos.

O Planejamento é o serviço que irá verificar qual é a melhor regra para a sua aposentadoria, ele inclui o cálculo previdenciário onde mostra o quando você deverá receber do INSS, ainda instrui sobre como solicitar a aposentadoria, qual sua melhor regra e quais os documentos você precisará.

E as regras? Como dissemos, em grande maioria, os trabalhadores que irão se aposentar em 2021 caem na regra de transição. Por isso, vamos tratar dessas principais regras nesse post. Algumas modalidades da aposentadoria são mais específicas, por tanto acompanhe nossos posts semanais para se informar sobre as outras regras e sobre seus direitos previdenciários.

Vamos às regras!

  • Aposentadoria por idade:

1 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

  • Aposentadoria por tempo de contribuição – Regra dos pontos:

2 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

 

  • Aposentadoria por tempo de contribuição – Regra da idade progressiva:

1 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

 

  • Regra do pedágio de 50%:

3 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

 

  • Regra do pedágio de 100%:

4 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

 

  • Aposentadoria especial:

4 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

 

  • Aposentadoria dos professores – Regra da idade mínima:

2 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

 

  • Aposentadoria dos professores – Regra dos pontos:

3 - Contabilidade em Brasília | Diagnóstika Contabilidade

 

Agora que as regras já foram explicadas, vamos falar sobre o valor da sua aposentadoria!

QUAL SERÁ O VALOR DA APOSENTADORIA EM 2021?

Com as novas regras da reforma, o salário de benefício foi alterado e também a própria renda mensal inicial, no caso, o resultado final da aposentadoria.

Após a Reforma o valor do salário de benefício é a média aritmética de 100% dos salários de contribuição desde julho de 1994 até o ultimo anterior à solicitação. Para obter esse valor é necessário atualizar o valor dos salários de contribuição, somá-los e dividir pela quantidade.

No entanto, a renda mensal inicial varia conforme cada tipo de regra, conheça cada caso:

Regra Geral

A renda mensal inicial segue o padrão geral estabelecido após a reforma, qual seja: 60% do salário de benefício, acrescido de 2% para cada ano de contribuição que exceder o tempo de 15 anos de contribuição para a mulher, e 20 anos para o homem, conforme § 2º do art. 26 da EC nº 103, de 2019.

Então, com exceção dos casos abaixo, a renda mensal inicial segue a regra geral.

Pedágio de 50%

Para quem se aposenta por essa regra a renda mensal inicial será 100% do salário de benefício aplicado o Fator Previdenciário.

Pedágio de 100%

Essa é a regra que proporciona a aposentadoria com o valor mais vantajoso. Através dessa regra o segurado pode se aposentar recebendo 100% do salário de benefício.

Aposentadoria Especial

Para os homens que se aposentam por 25 ou 20 anos de contribuição, segue a regra geral: 60% do salário de benefício + 2% para cada ano que ultrapassar os 20 anos de contribuição.

Já para os homens que se aposentam por 15 anos de contribuição, a regra é um pouco diferente: 60% do salário de benefício + 2% para cada ano que ultrapassar os 15 anos de contribuição.

Para as mulheres, apesar das regras de concessão da aposentadoria serem iguais as dos homens, o valor do benefício segue uma regra diferente.

Independentemente do tempo de contribuição (15, 20 ou 25 anos) o valor será: 60% do salário de benefício + 2% para cada ano que ultrapassar os 15 anos de contribuição.

Já sabe em qual regra você se encaixa?

Reforçamos que o Planejamento te ajuda a garantir todos os seus benefícios para a sua aposentadoria, portanto, não se aposente com dúvidas, faça o planejamento e garanta que o seu benefício será garantido pelo valor correto!

Este artigo foi redigido por Laura Fernandes, OAB/MG 172.171.

Original por Accadrolli e Maruani Advocacia Previdenciária.

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
shares

Preencha o Formulário abaixo para realizar o download do nosso e-book:

Classificação Internacional de Doenças (CID) em odontologia e estomatologia (CID - OE)